sexta-feira, janeiro 16, 2009

Diálogo I

Acredito ainda que não sou um crônico,tenho notado que este blog tem mais poesias de que contos e crônicas...talvez seja fruto de um período de grande inspiração musical na época em que tentei manter uma banda(que não deu certo tentarei ainda algum dia...sem pressa). O crônico é um paciente que vive diariamente na base epidêmica da sociedade sempre receitando,espreitando e analisando o psico do viver social. Talvez ainda não tenha acordado esse paciente dentro de mim, mas sei que ele está por lá me espreitando,até por sua causa é que o meu poeta não tenha me deixado morrer tão facilmente nas mãos desta alucinante roda-viva que é o mundo cotidiário...

6 comentários:

***MissUniversoPróprio*** disse...

Gostei, principalmente da descrição do crônico e do "mundo cotidiário". :) =*

Miss Keys disse...

Ótima descrição, bastante própria de um cronista!
Você faz crônicas sem nem perceber.
Apenas esqueça os moldes impostos e seja você!

=* Wáah!

renata! disse...

cronistas normalmente tem mais experiencias pois são mais velhos. não fique se cobrando. :}
tenho um pouco de preguiça pra poesias, mas gosto do seu jeito de escrever. sinto muitas das coisas que você descreve.
:**

Wadison disse...

Muito bom mesmo! Se esta for sua meta, siga em frente sim. Boa sorte em seu caminho e parabéns! O pai...

wans. disse...

como ja dito acima,tens jeito pra cronista sim (: leitura agradávele bem feita ;}

obg pela visita!apareça mais!

alê disse...

oi wagner! poxa, muito tempo que não passo aqui...mas quem é vivo sempre aparece né?.rss
olha, tem um blog de um amigo meu que acho que vc, que escreve, gostaria de visitar..
é o algunsconseguem.blogspot.com...

é bem interessante! abração pra vc!! :)