domingo, julho 22, 2007

Estranho Fruto

Estranho Fruto
Somos seres de sentimentos escuros
Fantasmas noturnos que choram
Pelas tristezas que os devoram
Nos pensamentos obscuros
Nossas almas melancólicas
Vagam pela noite sombria
Em busca de alegria ilusória
Perdida nas sombras exóticas
Vida destruída por desilusões...
Por favor não tenha medo
De uma alma que é triste e agonizante
Trajando,quase sempre luto
Somos o estranho fruto
Do mundo feliz que não existe
(Autor: Não há Autoria)

2 comentários:

renata! disse...

harry potter é um filme sem fim. :D

alê disse...

oi wagner! que bom que vc tá de volta!bjão!